Construção civil representa desenvolvimento

Setor está em crescimento e já supera agropecuária na geração de empregos

O setor da construção civil desponta como um dos principais geradores de empregos do país neste ano. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) revelam que só no primeiro bimestre de 2021 foram criados 87.348 novos empregos na área. O mesmo índice aponta que o setor superou o comércio e a agropecuária em criação de novos postos de trabalho.

Segundo o CAGED, a construção civil já é o terceiro maior gerador de empregos no país, ficando atrás apenas da indústria e do setor de serviços. O bom momento da construção fica ainda mais evidente se compararmos os números desse ano com 2020: o total de vagas criadas ao longo de todo o ano passado foi de 106.753, ou seja, nesse ano, em apenas dois meses, o setor já criou quase 90% do saldo total do ano anterior.

Os números da construção civil são um alento em um período de crise no qual o Brasil bate recordes no número de desempregados. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14,3 milhões de brasileiros estão sem emprego, enquanto um ano atrás, quando a pandemia causada pela Covid-19 tinha início, esse número era de 11,9 milhões.

A FRJR Empreendimentos Imobiliários tem contribuído de maneira substancial na geração de empregos no Brasil, uma vez que segue investindo na expansão de seus projetos. Um exemplo disso é o Residencial Alta Vista do Palmares, em Belo Horizonte, que está com obras a todo vapor em plena pandemia e hoje oferece moradia em uma das áreas mais valorizadas da capital mineira.